02/10/2020

Na prevenção, a cura

Outubro Rosa

 

Não existe uma causa específica para o câncer de mama. São várias determinantes que concorrem para isso, mas os especialistas são unânimes: Está na prevenção e detecção precoce a maior chance de cura.

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer - INCA, a população feminina precisa "estar alerta" a qualquer alteração suspeita nas mamas em especial as que estão na faixa de 50 a 69 anos que devem fazer mamografia a cada dois anos. O câncer de mama é o segundo em incidência no país e a adoção de hábitos saudáveis e a realização de exames periódicos são o caminho mais seguro para reduzir os riscos da doença.

 

Os principais sinais e sintomas da doença são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bibo do peito (mamilo) e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Os médicos lembram que também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou embaixo dos braços (axilas).