Estudo mostra que a prevenção é realmente eficaz na redução de problemas cardiovasculares

  •  

  • No dia 29 de setembro comemorou-se  o “Dia Mundial do Coração”, data instituída anos atrás para encerrar o mês dedicado, na maioria dos países, à prevenção das doenças cardiovasculares. É dia de pensar nesse amigo do peito de forma especial.

     

    O coração é um dois órgãos mais importantes do organismo. A maior parte do tempo as pessoas esquecem que o coração é um músculo, por isso necessita de atividade física regular para manter-se saudável.  Não é  à toa que os médicos insistem na mudança de hábitos na prevenção de doenças cardiovasculares, sempre aliada à pratica de atividade física.

     

    Os dados do Brasil alertam para a necessidade de mudanças urgentes nos hábitos da população em geral, já que os problemas do coração são a primeira causa de óbitos no País, com uma morte a cada 40 segundos.

     

    O coração é o órgão mais atingido pelos principais problemas de saúde nos países em desenvolvimento, apesar de ser um dos mais pesquisados no corpo humano. A adoção de medidas simples no comportamento da população pode ser a primeira medida para evitar doenças cardiovasculares.

     

    Estudo aponta resultados animadores demonstrando a importância da prevenção no combate aos problemas cardiovasculares

     

    Em um estudo recente muito interessante foi feito o levantamento simples da incidência dos vários e conhecidos fatores de risco como o colesterol elevado, vida sedentária, hipertensão arterial, tabagismo, intolerância à glicose (antes chamado de pré-diabete), obesidade e a resposta agressiva ao estresse em geral, na população.

     

    O objetivo principal era saber se esses fatores, não sendo bem controlados, piorariam a saúde e em consequência aumentariam as mortes cardíacas da população.

     

    Os resultados dessa pesquisa foram surpreendentes. Nos países de primeiro mundo o câncer superou o coração como causa de morte, porque a prevenção cardiológica funciona bem nesses países desenvolvidos, onde as várias e regulares campanhas de prevenção diminuíram as mortes por doenças cardiovasculares. Enquanto isso, nos países europeus chamados em desenvolvimento ou subdesenvolvidos, da antes chamada Cortina de ferro ou Europa oriental, continuaram a ter nas cardiopatias a principal causa de morte da população adulta, mesmo padrão do Brasil.

     

    As dicas preventivas mais eficazes:

     

    1-  Cigarro, um mal silencioso. É fumante, então pare. Se já pensou em fumar - mesmo que em festas e baladas - não comece. O vício do cigarro pode ser um caminho sem volta. O tabagismo é um dos principais causadores de diversas doenças (podem ser até 50). Isso se dá, sobretudo, por conta da grande quantidade de substâncias químicas em sua composição. O cigarro pode causar doenças cardiovasculares - pressão alta, infarto e AVC, entre outras. Evite o tabagismo bebendo muito água, escovando os dentes logo após as refeições e não tenha comportamentos que remetam à droga: consumo de café ou bebidas alcoólicas.

     

    2- Acima do peso, é hora de controlar!

    Não é novidade falar que o controle do peso é muito importante para evitar uma série de complicações. No caso das doenças cardiovasculares, não seria diferente. Estar com sobrepeso ou até obesidade, pode acarretar no aparecimento de diversas enfermidades, como o diabetes, colesterol e a hipertensão, aumentando os riscos em relação a doenças do coração.

     

    3- Alimentação

    No geral, os hábitos alimentares do brasileiro precisam mudar, sendo importante a inclusão de mais frutas e verduras na dieta, como um equilíbrio mais responsável no consumo de uma das preferências nacionais: carne gordurosa. Sem falar de uma avaliação mais criteriosa em relação aos alimentos refinados, industrializados e produtos prontos. É preciso entender de fato o que está sendo consumido, o que pode ser adaptado e se não é o caso da procura de um especialista para apoio.

     

    4- Prática  de atividades físicas

    A prática de esportes pode ser uma ótima aliada no combate às doenças cardiovasculares. A recomendação é de que a população separe 30 minutos para qualquer atividade física, em torno de 5 dias por semana. Combater o sedentarismo é uma forma de ajudar a proteger a saúde, não apenas de doenças do coração, mas de outras patologias.

     

    5- Importante!

    Controle fatores de risco para evitar eventos cardiovasculares

    Lembre-se, ainda, que o colesterol alto e a hipertensão arterial, por si só não produzem sintomas. Estes somente aparecem quando ocorrem as complicações. Assim, a forma de identificar a presença desses problemas é com a consulta médica, avaliação da pressão arterial e determinação do colesterol através de exame de sangue. O paciente precisa estar com os exames em dia, dentro dos limites indicados pelos estudos como de segurança para o bom  funcionamento do organismo.

     

    Fonte de dados: site Cardiômetro, da Sociedade Brasileira de Cardiologia; acesso em 27 de setembro de 2017; www.cardiometro.com.br

     

     

     

     

Atualize seu cadastro

Informações de contato

Associação dos Aposentados e Pensionistas da SABESP

Rua Treze de Maio, 1642 - Bela Vista  (como chegar)
          São Paulo - SP - Cep: 01327-002

55 11 3372-1000

aapsabesp@uol.com.br

facebook

RECEBA NOSSA NEWSLETTER: