Saúde bucal do idoso

  •  

  • Segundo o dentista Dalton José ?Sousa Costa - doutor em Periodontia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e consultor em Odontogeriatria da Associação Brasileira de Odontologia - estamos evoluindo para um novo modelo voltado para a manutenção dos dentes e menor atividade restauradora, com o objetivo de manter uma mastigação realmente efetiva para absorção mais adequada dos nutrientes essenciais, o que previne doenças e traz mais satisfação e prazer de sorrir e mastigar, como mostram trabalhos científicos recentes.

    A higienização diária e a visita regular ao dentista são fatores decisivos na manutenção da saúde bucal como um todo, evitando assim as doenças orais crônicas prsentes no idoso, que são: cáries de raiz; xerostomia (boca seca); atrião / abrasão (bruxismo, que é o hábito de apertar e ranger os dentes); lesões da mucosa oral (candidíases, leucoplasias, etc); câncer oral e doenças periodontais (atacam os tecidos de suporte e sustentação dos dentes).

    CUIDADOS BUCAIS RECOMENDADOS PARA OS IDOSOS

    - A dieta é de extrema importância. Ela deve ser à base de carnes, frutas, verduras, legumes, cereais e fibras, de acordo com as recomendações médicas para cada indivíduo. Além da necessidade de evitar o consumo excessivo de doces e regrigerantes.

    Fazer a higiene bucal com dentifrício fluoretado e o uso do fio dental, como forma de prevenir a cárie, doença periodontal, halitose e infecç~/oes bucais.

    - No caso das próteses imóveis, além da higienização diária após as refeições, com escova macia e creme dental não abrasivo, duas vezes por semana; deve-se colocar a prótese durante 30 minutos em um copo com metade de água e três gotas de água sanitária. Lavar bastante antes de usar novamente com pasta de dente não abrasiva ou sabonete neutro para tirar o gosto;

    - A limpeza da placa esbranquiçada no dorso da língua, proveniente da má higienização, também é importante. Ela pode ser feita com gaze embebida em solução, escovação ou raspadores; sempre de modo delicado.

    - Os efeitos colaterais na cavidade bucal causados por medicamentos estão relacionados com a qualidade de vida do idoso. Cabe ao dentista orientar o idoso a procurar um médico geriatra para que ele possa gerenciar as medicações prescritas pelos diferentes especialistas. Isso porque elas podem interagir e provocar grandes complicações.

     

     

     

Atualize seu cadastro

Informações de contato

AAPS - SÃO PAULO

Rua Treze de Maio, 1642 - Bela Vista  (como chegar)
            São Paulo - SP - Cep: 01327-002

        55 11 3372-1000     |        aapsabesp@uol.com.br

 

AAPS - SANTOS E REGIÃO

Rua Dr. Arthur Porchat Assis, 47 (como chegar)
            Boqueirão – Santos SP – Cep: 11045-540

        55 13 3288-1162    |       baixadasantista@aaps.com.br

RECEBA NOSSA NEWSLETTER: